Blog

venda imobiliária
Comprar imóvel

As melhores estratégias de vendas para sua imobiliária

O mercado mudou.

E a previsão para os próximos anos que esse cenário mude ainda mais, por contas das inúmeras mudanças tecnológicas, onde as trocas são cada vez mais digitais. É impossível desvincular sua empresa ou negócio dessa perspectiva. E com cenário de corretores de imóveis não é diferente. As empresas têm cada vez mais estruturado os seus processos em ambientes digitais, principalmente na captura de novos clientes. Mas se ainda não tem um processo de captação de novos clientes para sua imobiliária, criamos um material que te ajudará a construir uma estratégia online.

Crie suas rede sociais

As pessoas moram nas redes sociais. E essa não é uma metáfora para gerar espanto. Em 2018 a rede social instagram bateu o incrível número de 1 bilhão de contas ativas. O Facebook mesmo em queda, registra 2.2 bilhões de usuários. Esses dados atestam que as redes sociais, usadas de maneira estratégica, podem oferecer boa visibilidade para seu negócio.

Pela previsão, o Instagram ainda é uma das redes sociais que mais crescerá nos próximos anos, segundo estudos da agência de comunicação global BCW. Portanto é indispensável que construa sua marca nesse ambiente. É importante que insira imagens que dialoguem com o cerne do seu negócio, ou seja, institucional da empresa ou dos produtos que oferece.

Você pode apostar em conteúdos informativos, veicular sua cartela de produtos, celebrar datas comemorativas da sua empresa e da sua profissão, responder as perguntas dos eventuais interessados em seu produto e muito mais.

Aposte em uma estratégia de Google Ads e Social Ads

A maior fonte de pesquisa do mundo é o Google. Anunciar seus produtos nesse ambiente pode ser o grande diferencial para a sua estratégia.

Segundo dados do Google Trends, cerca de 15 mil pessoas no Brasil, procuram diariamente a palavra “comprar apartamento”. Imagine se seu produto estiver bem exposto (nos primeiros lugares) após o usuário realizar essa pesquisa. Segundo dados da Infomoney de 2018, um terço das pessoas que compraram um apartamento residencial em 2017, fizeram uma pesquisa inicial no google.

Apostar nessa ferramenta é uma necessidade que vai agregar competitividade ao seu negócio.

Inbound Marketing para imobiliárias

Esse tipo de marketing digital, inaugurado em meados de 2007 pela empresa Hubspot é de grande relevância para inúmeras empresas, no que tange a captação e fidelização de clientes. Ele estabelece uma relação de diálogo com um público específico (também conhecido como persona e o seu negócio.

Para construir uma estratégia de inbound marketing você deverá mapear as necessidades de seu cliente, como por exemplo: o imóvel próprio.

Depois disso, você constrói conteúdo de grande valor que discute o tema, trazendo aspectos de informação para o seu público. Por exemplo, um blogpost: “ Como financiar um imóvel”. As pessoas que lerem esse conteúdo, começarão a buscar mais informações em seu site, buscando as suas ofertas.

Esse é um tipo de marketing relativamente barato, mas é necessária dedicação para conseguir realizar as estratégias.

Monte um processo de vendas

Esse é o passo mais complexo dentro da estratégia comercial.

Um processo bem definido pode aumentar, significativamente, a produtividade de sua equipe e, consequentemente, as vendas do seu negócio.

Imaginemos um cenário onde um cliente clicou em um dos anúncios que disponibilizou nas redes. Você tem o telefone e e-mail dele agora.

O primeiro passo é entrar em contato, marcando para apresentar um imóvel. Após, identificar quais são as reais necessidades do cliente, além do seu potencial de compra, personalizando a oferta procurada, ou oferecendo soluções mais adequadas para a realidade dele.

Após, é a hora da negociação.

Por fim, o fechamento do negócio.

Esse é um processo simples, mas o seu pode ser muito mais complexo. Depende muito do valor do negócio (que pode atrasar o ciclo de venda) e os financiamentos dos clientes.

 Foque na experiência de seu cliente

 Por último e não menos importante, foque na experiência. Imagine que seu cliente está procurando realizar um sonho (do imóvel próprio). Ofereça um bom atendimento para esse momento.

Além de feliz, o cliente vira advogado da sua marca, podendo indicá-lo para outras pessoas.

Use a criatividade e entenda quais são as principais tendências que circulam as redes sociais: memes e virais que caem no gosto popular.

 

Dicas decoração economia
Sem categoria

Dicas para decorar seu apartamento sem gastar muito

Confira dicas preciosas para decorar seu apartamento gastando pouco e sem perder em estilo e bom gosto

Quem não quer ter um apartamento cheio de estilo? Porém, um dos empecilhos mais comuns são os orçamentos apertadosEntão, fomos buscar dicas para te ajudar a conseguir decorar seu lar do jeito que sempre quis, com o orçamento que cabe no seu bolso.  

Dica 1: Faça um planejamento para decorar seu apartamento 

 Nada de achismos, números arredondados ou valores aproximados. Essa é uma das horas mais importantes que podem poupar muitos arrependimentos depois.  

Estabeleça um limite para os gastos e uma pequena margem para imprevistos, dívidas e detalhes que possam estar passando despercebido pela sua atenção agora.  

Uma proporção boa seria que essa margem fosse de 1 décimo do valor total, mas você pode ajustá-la como quiser.  

Planejar seu orçamento também evita que você compre coisas por impulsos e deixe faltar verba para algo essencial.  

Dica 2: Defina seu estilo, procure inspirações e faça uma lista de compras 

Pior do que as compras por impulso, são aquelas das quais nos arrependemos depois. Não só por que uma peça é bonita por si só, significa que ela irá servir na decoração do seu apartamento 

Ainda mais quando o orçamento está curto, todas as compras devem ser acertadas e compradas pensando na sua função no conjunto.  

Procure inspirações em sites como o Pinterest e Instagram, reúna as que mais fazem sentido para você e anote tudo o que deve comprar.  

Dica 3: Pinte e cuide da sua iluminação do apartamento 

A escolha das cores certas já faz toda a diferença na decoração. Ao pintar uma parede de uma cor diferente, ou usar um papel de parece estampado, ou ainda adesivos, você acaba dispensando o uso de muitos objetos para a decorar o ambiente. E o apartamento ficará bem moderno. 

A luz pode ser usada para ressaltar algumas peças como quadros ou mesas. Para espaços mais naturais e acolhedores, dê preferência a uma maior presença da luz do sol, e escolha lâmpadas de Led para uma economia na conta.  

Em ambientes com a iluminação correta, as plantas também são opções baratas que podem dar um charme ao espaço.  

Dica 4 – Dê uma chance às opções Faça você mesmo  

Uma onda em muita tendência, usada por pessoas criativas, são objetos e mobílias que podem ser feitas por pessoas comuns.  

Conhecida como a onda do “Do It Yourself” ou “Faça você mesmo”, há atualmente inúmeros tutoriais na internet para o reuso de materiais ou a construção de peças únicas.  

Essa é uma chance de mostrar sua originalidadeMas caso não se sinta confiante com suas habilidades para a confecção, você pode começar por objetos simples. 

Dica 5 – Reaproveite peças que você já tem e procure peças usadas 

Às vezes temos “pequenos tesouros” esquecidos que são peças de mobília que, com algum cuidado, podem voltar a participar da decoração do apartamento. 

Estofar e reformas sofás antigos ou poltronas por exemplo pode sair mais barato do que procurar uma nova. 

Peças usadas (quando em bom estado) podem ser ótimas aliadas na hora de uma decoração com orçamento apertadoMas tenha cuidado para não comprar nada sem ver de perto antes.   

Dica 6: Uma boa pesquisa de preços 

Não há como pensar em economizar sem pesquisar bem os preços que o mercado oferece.  

Ligue em diversas lojas, veja se consegue enviar imagens do que pretende ou está procurando, receba orçamentos e ideias e anote tudo. 

Também pode ser uma boa ideia procurar em sites como OLX ou Mercado Livre. Dê preferência, se puder, a pagamento à vista, assim você pode negociar e conseguir ótimos descontos.  

 

E então, gostou das nossas dicas para decorar seu apartamento gastando pouco? Então envie o link desse artigo para algum amigo ou familiar que também precisa. 

Financiamento imóvel apartamento
Comprar imóvel

Conheça o passo a passo sobre como financiar seu apartamento

 Montamos um guia com tudo o que você precisa saber, antes de financiar seu imóvel 

Você finalmente decidiu largar o aluguel e investir naquele seu “sonho imobiliário”, mas ao considerar o financiamento você pode ficar um pouco perdido entre a burocracia e o procedimento correto para conseguir o crédito necessário.  

Sabendo dessa dificuldade comum em muitas pessoas, decidimos criar um passo-a-passo imperdível que vai descomplicar esse processo para você! Então confira abaixo:  

Saiba se você pode ter um financiamento imobiliário

Em teoria, você pode. Todos podem buscar um financiamento de imóveis, que é uma modalidade de empréstimo com longo prazo para pagamento (acima de 10 anos). No entanto, para que o empréstimo de fato ocorra é preciso preencher alguns requisitos.  

Mas antes de tudo, é preciso saber que existem diversas fontes onde buscar um financiamento:  

 CONSTRUTORA: embora a análise de crédito também seja feita, do ponto de vista burocrático, o financiamento com a Construtora pode ser um processo mais simples que os demais. Geralmente é preciso apresentar apenas a documentação solicitada pelo incorporador responsável pela implantação do imóvel. 

 

BANCO PÚBLICO E PROGRAMAS DE INCENTIVO DO GOVERNO: a Caixa Econômica Federal é a maior fornecedora de empréstimos para compra de imóveis. Ela trabalha também com os programas do governo de incentivo à habitação como o “Minha Casa, Minha vida” que pode ser uma boa opção para aqueles que possuem uma baixa renda familiar.  

 

BANCOS PRIVADOS: Também apresentam uma variedade de condições para diferentes orçamentos de financiamento. Para saber como escolher entre os bancos, continue a ler esse artigo.  

 

Algo bem importante nesse processo é o valor da renda familiar. Em muitas instituições, é exigido que o valor das parcelas do financiamento não comprometa mais do que 30% da renda familiar. Há também outros pontos importante usados pelo banco em sua análise de crédito, que vamos falar abaixo. 

Se prepare para a análise de crédito

Para que a instituição financeira não corra o risco de não receber o valor do financiamento do imóvel de volta e com lucro, ela realiza uma análise de crédito do solicitante (você) que gira em torno de alguns pontos:  

*O seu CPF: estar negativado gera muita dificuldade ou inviabiliza o financiamento. 

* Seu Cadastro Positivo: Caso tenha se inscrito no cadastro positivo, isso é um bom ponto ao seu favor. Através dele a instituição consegue ter uma noção do seu histórico de crédito, assim o como de bom pagador.  

* É conferido seu score no Serasa: Sua pontuação junto ao Serasa é importante nesse processo. Caso seja boa, você pode usá-la ao seu favor para negociar as condições oferecidas pelo banco, caso não seja você consultar junto ao órgão como melhorá-la.  

* No caso de ser autônomo, se a sua empresa é regularizada: Se tornar um MEI (Microempreendedor Individual), com CNPJ próprio, te ajuda na análise de crédito. O processo para regularizar é simples e pode ser feito pelo portal do empreendedor.  

Dessa forma, as instituições estabelecem uma “pontuação” com o objetivo de classificar o risco de inadimplência da pessoa, qualificandoa (ou não) para algum montante ou plano para financiamento. 

Se prepare para pagar o financiamento do imóvel

O valor que você irá pagar ao final, logicamente será maior do que o emprestado pela instituição financeira. Afinal, juntamente com o montante, o banco adiciona à soma a amortização, os juros mensais, seguros (por exemplo invalidez permanente ou de morte), assim como taxas administrativas e demais. Você deverá quitar as parcelas do financiamento do imóvel mensalmente com o valor combinado pelo tempo previsto (que normalmente são mais de 10 anos).  

Entenda os juros para o financiamento

Os juros representam a lucratividade da instituição com o empréstimo que concedeu o crédito, ele é formado por:  

*Taxa Selic definida pelo governo 

*Uma análise da concorrência, sejam bancos públicos ou privados.   

* o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)  

Assim, elas determinam os juros mínimos para o empréstimo. 

Escolha bem a instituição financeira para o financiamento 

Como é uma operação financeira de alto valor, vale a pena pesquisar as condições específicas de pagamento com cada credor. No entanto, algumas dicas te ajudam a já saber qual provavelmente terá as melhores para você: 

 

* Procure o banco que você tem conta: Bancos que você é cliente a muito tempo tem um maior o histórico de crédito sobre você. Assim, eles conseguem ter uma ideia da quantidade de dinheiro que circula pela sua conta e poderá te avaliar melhor por isso.  

 

* Tenha uma conta salário ou receba em conta: Principalmente para autônomos é importante depositar os lucros em conta para que haja uma maior movimentação. Você também poderá usar o extrato como comprovante de renda.  

 

* Há diferenças entre bancos públicos e privados: Bancos públicos podem contar com apoio do governo, e bancos privados podem inovar nas condições de pagamento para se manterem competitivos. Vale a pena procurar ambos.  

 

E então, se sente preparado para buscar aquele financiamento? Ainda tem alguma dúvida? Entre em contato, será um prazer te atender! Indique esse artigo para um amigo ou familiar que pode estar precisando também saber disso.  

Dicas decoração barata
Dicas

Dicas para decorar seu apartamento sem gastar muito

Confira dicas preciosas para decorar seu apartamento gastando pouco e sem perder em estilo e bom gosto

Quem não quer ter um apartamento cheio de estilo? Porém, um dos empecilhos mais comuns são os orçamentos apertadosEntão, fomos buscar dicas para te ajudar a conseguir decorar seu lar do jeito que sempre quis, com o orçamento que cabe no seu bolso.  

Dica 1: Faça um planejamento para decorar seu apartamento

Nada de achismos, números arredondados ou valores aproximados. Essa é uma das horas mais importantes que podem poupar muitos arrependimentos depois.  

Estabeleça um limite para os gastos e uma pequena margem para imprevistos, dívidas e detalhes que possam estar passando despercebido pela sua atenção agora.  

Uma proporção boa seria que essa margem fosse de 1 décimo do valor total, mas você pode ajustá-la como quiser.  

Planejar seu orçamento também evita que você compre coisas por impulsos e deixe faltar verba para algo essencial.  

Dica 2: Defina seu estilo, procure inspirações e faça uma lista de compras

Pior do que as compras por impulso, são aquelas das quais nos arrependemos depois. Não só por que uma peça é bonita por si só, significa que ela irá servir na decoração do seu apartamento 

Ainda mais quando o orçamento está curto, todas as compras devem ser acertadas e compradas pensando na sua função no conjunto.  

Procure inspirações em sites como o Pinterest e Instagram, reúna as que mais fazem sentido para você e anote tudo o que deve comprar.  

 Dica 3: Pinte e cuide da sua iluminação do apartamento

A escolha das cores certas já faz toda a diferença na decoração. Ao pintar uma parede de uma cor diferente, ou usar um papel de parece estampado, ou ainda adesivos, você acaba dispensando o uso de muitos objetos para a decorar o ambiente. E o apartamento ficará bem moderno. 

A luz pode ser usada para ressaltar algumas peças como quadros ou mesas. Para espaços mais naturais e acolhedores, dê preferência a uma maior presença da luz do sol, e escolha lâmpadas de Led para uma economia na conta.  

Em ambientes com a iluminação correta, as plantas também são opções baratas que podem dar um charme ao espaço.  

Dica 4 – Dê uma chance às opções Faça você mesmo

Uma onda em muita tendência, usada por pessoas criativas, são objetos e mobílias que podem ser feitas por pessoas comuns.  

Conhecida como a onda do “Do It Yourself” ou “Faça você mesmo”, há atualmente inúmeros tutoriais na internet para o reuso de materiais ou a construção de peças únicas.  

Essa é uma chance de mostrar sua originalidadeMas caso não se sinta confiante com suas habilidades para a confecção, você pode começar por objetos simples. 

Dica 5 – Reaproveite peças que você já tem e procure peças usadas

Às vezes temos “pequenos tesouros” esquecidos que são peças de mobília que, com algum cuidado, podem voltar a participar da decoração do apartamento. 

Estofar e reformas sofás antigos ou poltronas por exemplo pode sair mais barato do que procurar uma nova. 

Peças usadas (quando em bom estado) podem ser ótimas aliadas na hora de uma decoração com orçamento apertadoMas tenha cuidado para não comprar nada sem ver de perto antes.   

Dica 6: Uma boa pesquisa de preços 

Não há como pensar em economizar sem pesquisar bem os preços que o mercado oferece.  

Ligue em diversas lojas, veja se consegue enviar imagens do que pretende ou está procurando, receba orçamentos e ideias e anote tudo. 

Também pode ser uma boa ideia procurar em sites como OLX ou Mercado Livre. Dê preferência, se puder, a pagamento à vista, assim você pode negociar e conseguir ótimos descontos.  

E então, gostou das nossas dicas para decorar seu apartamento gastando pouco? Então envie o link desse artigo para algum amigo ou familiar que também precisa. 

 

Dicas

10 DICAS PARA INCLUIR O VERDE EM APARTAMENTOS SEM VARANDA

Saiba quais são as plantas certas para deixar seu apartamento aconchegante e harmonioso, mesmo tendo pouco espaço

Mora em apartamento e está achando seu lar um pouco sem vida e cor, mas tem medo de que o espaço seja pequeno para comportar algumas plantas ou tem receio de não arrumar tempo para cuidar delas? Então nós vamos te ajudar. Trouxemos 10 dicas imperdíveis e super fáceis para você dar um “up” nas energias do seu apartamento.

 

Conheça bem seu apartamento

 

Antes de tudo, você deve conhecer bem os espaços que existem em sua casa e, acredite, você pode se surpreender se olhar bem. Verifique se o seu apartamento é voltado para o nascente ou poente do sol e procure notar como alguns lugares ficam expostos à luz em diferentes horas do dia. Afinal, você precisa saber bem o que tem à sua disposição para não errar. Veja se consegue mover alguns móveis e abrir espaços também.

 

Combine as plantas com a quantidade certa de luz

Agora que você conheceu melhor seu apartamento, você precisa escolher as plantas certas para cada um dos ambientes. Você pode ter notado que alguns lugares têm bastante sombra, mas isso não é um problema, algumas plantas como:

  • Bambuzinho
  • Zamioculca
  • Cattleya
  • Bromélia

E algumas palmeiras se dão bem nesses espaços. Você pode procurar conhecer um pouco mais de cada uma e imaginar como ela se encaixaria no seu apartamento.

 

A combinação com o vaso é essencial

 

Da mesma forma que uma moldura adequada pode realçar a beleza de um quadro, um bom vaso pode valorizar o verde do espaço fazendo com que você consiga uma boa sensação até com poucas plantas.

Algumas folhagens têm formas mais geométricas, enquanto outras são mais verticais e outras coloridas, você deve imaginar como o conjunto dos dois se encaixará no seu apartamento.

 

Combine com a sua decoração

 

Uma dica que vale ressaltar é essa, afinal, a harmonia do espaço com a planta é algo essencial. Por exemplo, se você pretende dar ao seu apartamento um tom mais minimalista ou moderno, procure modelos de plantas com um formato mais reto e geométrico. Agora, caso você queira dar uma sensação de “jardim” você pode usar mais livremente diferentes plantas e em maior quantidade.

 

Comece pela sala

A sala é o espaço onde, normalmente, os moradores passam mais tempo e também recebem visitas ou convidados. Começar por este ambiente pode servir como um “teste” para você migrar sua imaginação para outros cômodos. E você pode receber também dicas e elogios de quem passar por seu apartamento.

 

Saiba usar espaços menores

 

Para espaços normalmente menores como cozinhas e banheiros é necessário saber trabalhar com os limites e a imaginação.

Aposte em plantas suspensas e/ou verticais, você também pode aproveitar móveis como as prateleiras para os vasos das plantas. Por exemplo:

  • Bromélias
  • Suculentas
  • Cactos

São ótimas para ambientes internos, com pouco espaço.

 

Cuidado com o excesso

 

Uma dica valiosa é considerar seus limites de espaço e de “excesso visual” na hora de fazer essa mudança. O que você considera lindo agora, pode se tornar um pouco excessivo mais para frente e iniciar um novo problema. Então use a imaginação com moderação!

 

Use as plantas em conjunto com os tons amadeirados

 

Tom amadeirados trazem “calor” para ambientes internos como os banheiros e cozinhas e, em conjunto com as plantas, elas fazem uma ótima combinação visual. No entanto, a moderação nessa dica também é algo válido.

 

Tons brancos oferecem um bom contraste

 

Em uma sala com o tom mais neutro ou moderno, os vasos e tintas brancas realçam ainda mais o verde da planta através do contraste. Também conferem uma sensação de limpeza e pureza ao espaço, no caso de banheiros esse contraste é ainda mais indicado.

 

Dê a cada planta o seu cuidado devido

 

Não adianta fazer a primeira mudança e achar que acabou. As plantas, principalmente em apartamentos, precisam de cuidados, umas mais e outras menos. Você deve conhecer o que está trazendo para seu espaço e a rotina de cuidados que ela precisa. Agora, como dica final, vamos indicar algumas:

 

  • Cactus: Uma planta cheia de estilo, que vem em diferentes portes e que se adapta bem em diferentes espaços. Não precisa de muito sol ou rega, sendo um bom começo para pessoas inexperientes.

 

  • O Imbé: Ela tem um visual tropical, e é uma boa para iniciantes, pois se adapta a sombras e até se mantêm bem com pessoas que tem o costume de regar demais. No entanto, ela necessita de um certo espaço maior.

 

  • A Ivy: Uma planta suspensa que se adapta a qualquer lugar. Ela pode ser colocada na parede ou em vasos nas paredes e irá crescer de acordo com o espaço que tiver. Para ela, procure locais com luminosidades e temperaturas médias.

 

  • Espada de São Jorge: Ideal para quem procura um toque mais moderno ou minimalista, ela cresce de acordo com a luminosidade, sendo boa para qualquer tipo de ambiente.

Gostou das dicas? Que tal então compartilhar com um amigo que tem o lar um pouco “sem vida”?

Comprar imóvel, Consultoria, Dicas

O Boom imobiliário prometido para 2019 vai acontecer mesmo?

Trouxemos dicas quentes do Youtuber e especialista financeiro Thiago Nigro, criador do canal O Primo Rico, sobre o assunto. Ele conta porque 2019 pode ser um bom ano para comprar sua casa ou apartamento

 

Vamos direto ao assunto. Afinal, tempo é dinheiro e o melhor é investi-lo, não o desperdiçar. Se você tem intenção de investir em imóveis ou realizar o sonho da casa própria (ou do apartamento dos sonhos), já deve ter ouvido por aí sobre a previsão de um boom imobiliário para 2019.

Para entender essas previsões e nos certificarmos de que elas realmente podem acontecer, pesquisamos o assunto em blogs e canais do YouTube e encontramos no canal Primo Rico, explicações bem consistentes sobre o assunto.

PARA ENTENDERMOS MELHOR

Segundo o criador do Canal, o especialista financeiro Thiago Nigro, o mercado imobiliário tem uma grande relação com os ciclos econômicos. Então, ele acaba afetado e participando de um ciclo que consiste em quatro partes:

  • A Expansão;
  • O excesso de oferta;
  • A recessão;
  • A recuperação, que é seguida de outra expansão e o ciclo se repete.

“Não dá para ser 100% assertivo desse tempo, é uma precisão que realmente não tem como alcançar, mas há alguns fatores que podem nos fazer crer que já estamos chegando num momento de oportunidade”, explica Nigro.

 

DADOS CONCRETOS

Ele aprofunda: “se olharmos os piores ciclos de queda desde 1980, temos que estes ciclos para os imóveis duram mais ou menos de 4 a 5 anos, e as quedas, na média, caíram de 20% a 30%. Então, se fizermos um comparativo com outras quedas, temos já um indício relacionado ao tempo que, a recessão que começou em 2014 pode estar entrando finalmente em recuperação”.

Nigro explica que, no ramo de imóveis e seus investimentos, o “timing” é algo extremamente necessário. Esperar pelo momento certo para fazer sua aquisição é muito importante e 2019 está aí mostrando que agora é o melhor timing! As taxas de financiamento que no início de 2018 estavam em 12%, hoje estão em 9%, significa que é mais fácil e barato financiar um imóvel hoje.

 

COMO APROVEITAR ESTE MOMENTO?

Para se aproveitar deste timing perfeito que está parecendo ser 2019, existem várias formas, como:

  • Invista em imóveis bem localizados;
  • Invista em fundos imobiliários;
  • Invista em Crowdfunding Imobiliário.

 

Não deixe para mais tarde. 2019 está se mostrando o melhor ano para seu investimento. Entre em contato com a gente da Construtora Santa Teresa. Venha nos conhecer!

Dicas

Os azulejos ganham destaque na decoração

Os azulejos saem do patamar de simples revestimento, para se tornarem peças de destaque na decoração de casas e apartamentos. Sabendo usá-lo, é possível deixar os ambientes com um ar descolado e contemporâneo

 

Hoje em dia é cada vez mais comum ver projetos residenciais onde os azulejos ganham novos usos ou são o diferencial da decoração, principalmente em ambientes mais rústicos. Eles também servem para dar um toque bem diferenciado em algum local em específico.

A decoração atual traz formas, cores, estampas e até texturas originais para revestir e decorar os ambientes, transformando os azulejos em uma forte tendência onde quer que se vá.

ORIGEM

A arte da azulejaria é uma tradição em termos de decoração em todo mundo, principalmente em Portugal. Os portugueses também se apropriaram do estilo barroco para compor de forma muito bela os seus azulejos. As peças continham imagens do dia a dia do país e, principalmente, cenas cristãs. Por isso, essa decoração é marcante em muitas igrejas e conventos portugueses.

No Brasil, entretanto, os azulejos sempre foram muito comuns em cozinhas e banheiros devido ao baixo custo e impermeabilidade.

DICAS

Confira algumas dicas de quais melhores azulejos você pode estar utilizando na decoração da sua casa ou apartamento:

  • Azulejos de metrô (subway tiles);
  • Azulejos pintados à mão por artistas;
  • Adesivos de azulejo;
  • Azulejos de plástico (que podem ser aplicados em ambientes sobre revestimentos antigos e fixados com cola de silicone);
  • Tinta para azulejo (tinta epóxi).

 

COMO USAR?

Uma grande dúvida, além da escolha do azulejo ideal é como e onde usar. Realmente, existem locais onde esse revestimento não se aplica, já outros, entretanto, cai como uma luva. Vamos lá:

  • Decida o local

Além de cozinhas, banheiros e áreas de serviço, os azulejos podem estar em ambientes exteriores da casa como jardins, quintais e varandas. E nos apartamentos pode estar em espaços gourmets, churrasqueiras e sacadas.

 

  • Calcule a quantidade de material para não errar

Mesmo fazendo todas as contas e marcando corretamente a quantidade necessária, é sempre bom levar um pouco a mais, pois algumas peças podem acabar quebrando durante manuseio e colocação. Essa reserva pode ser maior para quem tem casa e um pouco menor para quem mora em apartamento, por conta do espaço.

 

  • Instalação

Dependendo do ambiente a ser colocado, conte com a ajuda de um profissional. Ele também poderá te auxiliar com quantidade, medidas e orçamentos, além de fazer uma bela avaliação antes da instalação.

 

  • Manutenção

Para a limpeza, a maioria dos azulejos aceita bem água e sabão ou produtos abrasivos. A durabilidade é boa, e em muitos casos é possível pintá-lo caso você canse da cor ou do padrão.

 

Podemos perceber então que apesar do estilo retrô, com o uso das cores e dos relevos, o Azulejo consegue dar um ar totalmente novo aos ambientes. Fica moderno e estiloso.

Consultoria, Dicas

DICAS DE COMO DECORAR UMA SALA PEQUENA

Salas de estar desempenham um papel fundamental em nossos lares. Além de, geralmente, ser o primeiro cômodo à vista, é neste ambiente que a maior parte das relações sociais dentro de casa se desenvolvem, sejam entre as pessoas que vivem juntas, ou com os convidados que adoramos receber. Sendo assim, há certos requisitos que as salas de estar devem cumprir, como conforto, iluminação certa, móveis adequados e, é claro, uma boa decoração.

E é disso que vamos falar hoje! Trouxemos 10 exemplos de como decorar a sua sala de estar, independentemente do tamanho e estilo. Com soluções modernas, inteligentes e bem simples de decoração, uma sala simples pode ganhar um aspecto especial. Tornando-se o lugar favorito da casa, e um cartão de visitas e tanto para os seus convidados.

Vamos começar?

 

DICA Nº 1

TAMANHOS DE SOFÁ

Existem sofás com largura a partir de 80 centímetros até 1,40m. Então, se sua sala tem pouco espaço, o ideal é que busque um sofá um pouco mais estreito e confortável, pois essa variação de espaço interfere muito na circulação e dinâmica de sua sala.

 

DICA Nº2

UTILIZE SOFÁS DE CANTO

Quando o espaço é realmente pequeno, este tipo de sofá aproveita bem o espaço, pois dá a sensação que sua sala é maior, cabe mais convidados e existem modelos muito bonitos no mercado.

 

DICA Nº3

AS CORTINAS

É muito comum esquecermos o espaço que uma cortina ocupa, e ocupa bastante dependendo da escolhida! Esses modelos volumosos, por exemplo, ocupam muito. E para uma sala pequena, cada centímetro é precioso. Estude o ambiente e, se possível, opte por uma persiana que é elegante e ocupa bem menos espaço.

 

DICA Nº4

USE ESPELHOS

O espelho é um recuso interessante, ele amplia os ambientes. Mas é preciso prestar bem atenção onde será colocado e o que ele irá refletir. Testes pré-instalações são essenciais!

 

DICA Nº5

TELEVISÃO

Hoje, as televisões são diferentes das do passado, são mais leves e mais finas. Não há necessidade de um móvel para apoiá-la, sendo possível assim, instalar a TV na parede. No máximo, coloque uma pequena prateleira abaixo dela, ou um pequeno móvel. Para apoio de controles remotos, etc.

 

DICA Nº 6

USE PUFFS

Puffs são multifuncionais e ocupam pouco espaço. Pode ser chamado até de um “móvel coringa” pois assume formas de assento, de apoio, de mesinha, etc. É algo que funciona bem para uma sala pequena.

 

DICA Nº7

AMBIENTES INTEGRADOS

A cozinha aberta com a sala, por exemplo, amplia o ambiente de uma forma bastante favorável aos olhos. Existem vários projetos para se inspirar neste tipo de decoração, basta ver a que melhor se adequa a sua casa

 

DICA Nº8

MESAS DE CENTRO

São ótimas para decoração, mas é preciso prestar atenção se sua sala consegue manter sem ocupar totalmente o espaço. Se você possui uma sala grande, então use e abuse de mesinhas de centro. Entretanto, se for uma sala pequena, nossa dica é ter mesinhas de canto, que se agrupam. Assim, com a chegada de visitas, você tem a possibilidade de separar e espalhar pelo cômodo.

 

DICA Nº9

TRANSPARÊNCIAS

Use móveis com transparências, com vidro. Opte por mesas e cadeiras assim. Eles acabam expandindo o ambiente.

 

DICA Nº10

CORES

Opte por cores claras e tons neutros. Isso favorece a expansão do ambiente. Mas se você ainda gosta de cores mais quentes, não tem problema nenhum em usá-las em almofadas ou pequenos objetos, por exemplo.

Consultoria, Dicas

Novas ideias de decoração para seu apartamento em 2019

Acabou de comprar um apartamento e quer ideias para decorá-lo? Reunimos as maiores tendências que farão sucesso no ano que vem e que vão ajudar você deixar seu novo lar moderno e charmoso

 

O ano novo ainda não chegou, mas para aqueles que são mais ansiosos, podemos adiantar algumas das tendências que que vão “bombar” na área de decoração de casas e apartamentos.

Você precisa saber que para 2019 as palavras de ordem entre os decoradores será o aconchego e referências que nos aproximam da natureza. A intenção é deixar tudo muito mais “orgânico”. Cores quentes também estarão muito presentes.

Para terem uma ideia, se formos grifar as 05 principais características estéticas para 2019, elas seriam:

  • Minimalismo;
  • Iluminação natural;
  • Tijolinhos aparentes;
  • Tons pasteis;
  • Rusticidade.

 

CORES 2019

A decoração para 2019 terá como regra uma paleta de cores mais quentes. São tons que se relacionam com a terra e com a natureza, criando assim uma atmosfera mais aconchegante e relaxante. Isso quer dizer que haverá, por exemplo:

  • Diferentes tonalidades de vermelho;
  • Tons quentes de bege;
  • Variadas tonalidades de laranja;
  • Várias tonalidades de verdes.

Sua cor favorita é o amarelo? Então anime-se: é possível inclui-lo em poucos pontos da decoração, mas lembrando que ele não irá ser o destaque da vez. Também podemos usar o dourado no lugar do amarelo para dar sofisticação e brilho a sala de estar – esta será outra cor que também ficará presente na decoração de 2019!

 

DICAS

Você costuma ter plantas em casa? Pois se quiser acompanhar as novas tendências, é bom adotar uma. O verde vai entrar na decoração através do uso de muitas plantas, afinal, o que 2019 propõe é nos reconectarmos com a natureza. Este verde também pode ser nas cores de paredes, tanto para sala como para os quartos. Tintas verde suave criam uma atmosfera mais fresca e envolvente na parede do seu ambiente. Seguindo essa mesma linha ainda vemos a presença de tons pasteis de azul e rosa, imprimindo suavidade e ao mesmo tempo sofisticação.

Essas cores “terrosas” podem ser aplicadas em pequenos detalhes, como arranjos ou almofadas, assim com o dourado. Para o próximo ano, elas podem ser facilmente acrescentadas em estilos neutros e minimalistas de sala de estar. É a tradicional premissa de que menos é mais! Tijolinhos e madeira também dão o ar rústico e aconchegante que tanto buscamos com essas dicas.

Mais algumas dicas fáceis e baratas são:

  • Tijolinhos aparentes faz o ambiente se tornar mais rústico e acolhedor e ainda consegue se aproximar aos tons desejados;
  • No sofá, aposte em almofadas douradas ou nos tons alaranjados, avermelhados ou esverdeados para dar aquele toque natural;
  • Para a vegetação interna, existem algumas espécies interessantes como a bromélia, lírios da paz e a palmeira areca;
  • Nas paredes, se preferir deixar a neutralidade de lado, use um verde suave ou verde floresta para se reconectar com a natureza e dar um frescor ao ambiente;
  • Use móveis de madeira, como a mesa de centro;

 

MATERIAIS USADOS

A madeira natural e a madeira escura aparecem com muita força nas decorações de 2019. Como sabemos, a madeira dá um toque de conforto ao ambiente e é isso o que estamos buscando neste ano. Ela pode estar presente principalmente nas cozinhas, dando assim um toque mais natural ao ambiente.

Além disso, o veludo também deve surgir em sua casa, acompanhando vários tecidos. E caso queira inovar, a decoração escandinava estará em boa popularidade para 2019: nesse estilo de decoração, preze pela luz natural, pela simplicidade, predominância do branco e por elementos decorativos elegantes e nas cores que serão tendência para o próximo ano (os terrosos que já falamos).

 

Tivemos muito dessas referências no decorado do Follow Bueno, nosso novo empreendimento localizado no coração do setor Bueno. É uma ótima ideia visitá-lo para se inspirar.

Comprar imóvel

07 dicas para você não errar na hora de comprar meu imóvel

Como saber se você está fazendo um bom negócio, se você escolheu o imóvel certo e, principalmente, se as parcelas não vão te deixar endividado

 

O mercado imobiliário sempre foi fortemente impactado pelos ciclos da economia. O problema é que esses ciclos também afetam o seu emprego, o valor real do seu salário, a rentabilidade dos seus investimentos e o seu custo de vida.

Por este motivo, é importante ter alguns cuidados antes de tomar a decisão de comprar um imóvel através de uma dívida que pode demorar 10, 20 ou 30 anos para ser quitada. Então, aqui vão algumas dicas de especialistas para você não cair em nenhuma cilada:

01) CONHEÇA O SEU ORÇAMENTO

 

Saiba o quanto você tem disponível para adquirir um imóvel. Hoje, a maioria das transações imobiliárias são através de financiamento e saber com precisão o seu orçamento é essencial para este primeiro passo. O ideal é que você comprometa apenas 30% de sua renda com o pagamento das parcelas.

Uma forma de ir se adequando antes de fazer o financiamento, é já começar a viver com esses 30% a menos da sua renda. Dessa forma, quando fizer a compra, não vai sentir tanto.

02) DEFINA O TIPO DE IMÓVEL QUE DESEJA COMPRAR

 

Hoje, temos basicamente duas opções: os lançamentos e os imóveis já prontos. Qual a melhor opção? Depende. Se você não tem pressa para entrar no imóvel, o lançamento é o ideal, pois você tem condições de negociar mais a entrada e as parcelas. Fora isso, tem também a oportunidade de personalizar seu apartamento.

Já o pronto é apropriado para quem está com pressa em se mudar.

 

03) SIMULE SEU NOVO ESTILO DE VIDA

 

Faça as contas, entre de cabeça na sua futura situação. Analise como serão as situações, as dificuldades e os problemas. Só assim você pode prevenir possíveis “dores de cabeça” que acabam surgindo pelo caminho;

 

04) VISITE O IMÓVEL

 

Se você optou por um imóvel em lançamento, você fará a visita num stand de vendas. Ali, terá um apartamento decorado para que você conheça. Sugerimos até que neste momento você reúna todo o material publicitário divulgado, pois assim você poderá conferir na hora da entrega do imóvel se tudo proposto está correto.

Peça sempre, também, um memorial descritivo para saber mais detalhes como: qual piso será utilizado, qual o revestimento, quais os metais, tipo de porta, janela, entre outros. Para não haver surpresas desagradáveis no dia da entrega;

 

05) FAÇA UMA PROPOSTA

 

Geralmente um imóvel pode ser vendido a um preço inferior ao o que ele é anunciado. Utilize então do seu poder de barganha, converse. 5 a 10% são valores de desconto super aceitáveis e que podem fazer diferença no final;

 

06) TENHA UM PROFISSIONAL AO SEU LADO

 

Pode ser um advogado. Pois será feito um investimento que pode comprometer sua vida por alguns anos e esse investimento precisa ser seguro. Um profissional presente tomará todas as cautelas para a segurança dessa transação;

 

07 Contrato de compra e venda

 

Se você for utilizar de financiamento imobiliário e precisa dar um sinal, vincule o pagamento deste sinal à aprovação do seu financiamento. Nunca antecipe valores. Pode ser perigoso.

A compra de um imóvel precisa de muito engajamento, coragem e determinação!